sexta-feira, 2 de outubro de 2009

O ministro Haddad é um azarado

O novo Enem promete (ou prometia) revolucionar os abjetos vestibulares brasileiros. Em sua principal experiência probatória, entretanto, o misterioso vazamento da prova pode pôr tudo a perder.
Mas é muita urucubaca. Justo quando alguém está prestes a contrariar a bilionária indústria dos concursos, cursinhos e materiais didáticos, surgem suspeitas contra a gráfica da Folha de São Paulo, denunciadas pelo Estadão e recebidas de mandíbulas abertas pelos reitores das universidades estaduais paulistas, sob as críticas oportunistas do privatizador Paulo Renato Souza.
Com inimigos dessa monta, Fernando Haddad precisa tomar um belo banho de sal grosso. Mas uma boa investigação ajudaria muito também.

6 comentários:

Augusto dos Santos disse...

Ele não é azarado: é incompetente, assim como Paulo Renato Souza. Não se deve esconder isso, só porque ele pertence ao governo petista que, na minha opinião, não é muito diferente do governo FHC.

crispassinato disse...

Caro Guilherme, gostei do humor e da análise, tb confio no ministro Haddad, sinto-o um lutador pelas questões sérias e vejo justamente por todos os motivos que sinalizou um grande indício de sabotagem.
Mas tanta coisa deveria ser colocada em discussão e ser analisada com tal acontecimento que vejo o advento do ocorrido como até uma forma de podermos manobrar essa situação de trava completa para luz no fim do túnel.
Resta saber se ainda há quem queira aceitar, acreditar e ajudar ao Haddad a moralizar a Educação que está aí instaurada.
Muito obrigada pelo corajoso comentário,
Profª Cristiana

Marco¹³ Costenaro¹³ disse...

Estranha coincidência.


Na edição de hoje do Estadão on-line na matéria sobre a prova do ENEM que vazou, foi informado que o advogado de Luciano Rodrigues, o empresário que avisou a jornalista Renata Cafardo, chama-se Luiz Vicente Benzinelli. Dando uma procurada no Google fiquei sabendo quem é o advogado. Professor universitário, ex-assessor da presidência da falida VASP, ex-diretor do PROCON de Guarulhos na gestão Elói Pieta.
Coincidências: é dono de uma editora de livros didáticos/educacionais/culturais que também realiza revisão gráfica e de texto para outras gráficas/editoras e foi professor da PUC-SP. Consultando uma amiga que é funcionária da PUC-SP há mais de 25 anos, ela disse que Benzinelli foi interventor da Igreja na instituição no fim dos anos 90 e consegui em menos de um ano elevar a divida de 7 milhões de reais para 22 milhões de reais.
Ela que não acreditava em uma teoria da conspiração no vazamento da prova, após ficar sabendo que Benzinelli era advogado do cidadão envolvido nesta estranha história, passo a acreditar!
Não sei se Benzinelli esta envolvido nesta sabotagem ao ENEM, mas que é uma estranha coincidência, isto é!

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&rlz=1C1GPMD_enBR315BR315&q=luiz+vicente+bezinelli&start=0&sa=N

http://www.al.sp.gov.br/StaticFile/integra_sessao/050aSS031103.htm

http://www.eduvaleavare.com.br/noticias/detalhes.asp?id=372

http://concursos.correioweb.com.br/forum/viewtopic.php?p=2944925&sid=d70f0bd87ebbdd6b17f1d9f0ca1ac320

http://www.tj.sp.gov.br/noticias/News_View.aspx?Articleid=1108&Tipo=1

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&rlz=1C1GPMD_enBR315BR315&q=BZ3+EDITORA&start=0&sa=N

http://blog.13artedesign.com/

http://curriculo.catho.com.br/curriculos-exassinantes/artes-graficas/sao-paulo/sao-paulo/profissional-especializado-com-curso-superior-completo-cursando/curriculo/6881007/

Guilherme Scalzilli disse...

Profa Cristiana, seja bem-vinda a este humilde espaço. Participe sempre...

Marco, o resultado de sua pesquisa é no mínimo instigante. Desde o começo alguma coisa parecia estranha nesse episódio. Continuemos atentos.

Abraços do Guilherme

Shoujofan disse...

Não sei em que o ENEM prometia revolucionar. Simplesmente, os cursinhos pré-vestibulares se tornariam preparatórios para o ENEM, simples assim, este é o jogo.

E o ministro não é azarado, é incompetente e arrogante.

Ricardo disse...

Posso estar viajando, mas acho que os cursinhos pre-vestibulares tem muito a perder com a aprovaçao via Enem. Ninguem pensou que numa póssivel conspiraçao para "melar" o processo de aprovaçao?