segunda-feira, 26 de abril de 2010

O Mensalão do PSDB



A imprensa colou mensalões em todos os partidos, menos no PSDB. Por que inventar uma expressão como “Valerioduto” para a sigla? Porque é bem menos caricata, popular e marcante, desprovida do mesmo sentido de periodicidade. Emana perfume “técnico”, aproveita um nome já identificado com o PT e personaliza as responsabilidades.

O mais curioso disso tudo é que, originalmente, os esquemas criados por Marcos Valério de Souza não apresentavam diferenças quando envolviam campanhas petistas ou tucanas. Era mais ou menos a mesma fraude contábil, os mesmos personagens, as mesmas empresas.

A SMPB, agência de Valério, desfrutou bons momentos comandando a conta publicitária da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, dominada pelo tucanato. Dois deputados federais, cinco deputados estaduais e três prefeitos do PSDB, além de seis integrantes do governo Aécio Neves (ohh!) apareceram na relação de supostos beneficiários dos cofres de Valério na campanha eleitoral de 1998.

Diversos suspeitos de intermediar as artimanhas do “mensalão do PT” participaram da campanha de reeleição de Eduardo Azeredo e depois trabalharam para Valério. Por falar em Azeredo, o caixa dois utilizado por seus homens de confiança passou tanto pelos cofres de Valério quanto pelos de Duda Mendonça, o elo petista preferido pelo noticiário.

Até a campanha de FHC recebeu doações da SMPB. Outros recursos não contabilizados, de maior vulto, geraram pedidos de investigação na época, mas o então engavet, digo, procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, não lhes deu prosseguimento.

3 comentários:

Pensamento Universal disse...

Obrigado por comentar em meu Blog e desde ja o seu esta entre os meus favoritos.

Parabens pela vizao socio-politica dos fatos.

Rosália disse...

Me poupe. Se não sabe a diferença entre caixa 2 e pagamento mensal de propina para alcançar um objetivo ( mensalão) nao vai entender mesmo a cobertura dada pela imprensa sobre o caso.
O PSDB pagava ensalmente para quem aprovar seus projetos?

Guilherme Scalzilli disse...

Boa pergunta, Rosália: e o PT, pagava? Se vc tiver os nomes e valores, dê uma ligadinha para o Ministério Público, pois eles estão quase desistindo de procurar provas que sejam adequadas aos "indícios" da grande mídia.