domingo, 24 de fevereiro de 2008

Descoberta revolucionária

Aproveitando o clima trivial, reproduzo uma escala volumétrica, levantada através de árdua pesquisa, empreendida por boêmios rigorosos. Trata-se de um sistema de aferição ancestral, baseado exclusivamente na experiência dos usuários, cuja acepção consensual dispensa métricas. Mas é universal e infalível.
Partindo do menor valor: teco, naco, léio, lanho, tolête e toglofo.
Tudo pelo entendimento dos povos lusófonos.

Um comentário:

Ivan Moraes disse...

Huh???