segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Memória: o Guarani há trinta anos

A data precisa ser lembrada, para confrontar o esquecimento da grande imprensa. No dia 13 de agosto de 1978, o Guarani venceu o Palmeiras por um a zero, sagrando-se campeão brasileiro de futebol. O primeiro jogo teve placar igual.
O gol do título foi marcado por Careca. Na final, o craque Zenon estava suspenso, porque no jogo anterior o árbitro Arnaldo César Coelho (esse da Globo) brindou-o com o terceiro cartão amarelo.
Pouco importa a opção futebolística do torcedor. Basta imaginar as previsões equivocadas, os comentários preconceituosos e as idiotices bairristas expelidos na época pelas crônicas das capitais. Naqueles momentos de catarse, os bugrinos tinham muito mais a comemorar do que "apenas" o título.

GUARANI 1 x 0 PALMEIRAS
Data: 13/Agosto/1978
Local: Brinco de Ouro da Princesa (Campinas)
Gol: Careca aos 36 do 1° tempo
Árbitro: José Roberto Wright (RJ)
Renda: Cr$ 1.706.280,00 com público de 27.086
GUARANI: Neneca; Mauro, Gomes, Édson e Miranda; Zé Carlos, Manguinha e Renato; Capitão, Careca e Bozó. Tec.: Carlos Alberto Silva
PALMEIRAS: Gilmar; Rosemiro, Beto Fuscão (Jair Gonçalves), Alfredo e Pedrinho; Ivo, Toninho Vanusa e Jorge Mendonça; Silvio, Escurinho e Nei. Tec.: Jorge Vieira

Note-se o subtexto político da narração de Osmar Santos, nos últimos minutos de jogo (Fausto Silva é o repórter de campo).

2 comentários:

Gustavo Scalzilli disse...

Jovem!!!!

Fantástico bugre de 78!!!

o primeiro título de expressão vencido por uma equipe do interior.

A nação bugrina leva isso sempre dentro dos corações, principalmente agora em época de vacas magras. Estamos tentando nos reerguer para voltar, quem sabe um dia, a brilhar para o Brasil.

Essa narração eu não conhecia. Muito legal.

Parabéns pelo post... sabia que vc tinha um lado verde em vc hehehe

Guilherme Scalzilli disse...

Ih, rapaz, essa coisa de "lado verde" eu não sei não... mas que é emocionante, lá isso é.
Abraços
Guilherme