quarta-feira, 2 de maio de 2012

Picadeiro



Sediar as finais do Paulista no Morumbi é uma virada de mesa para favorecer o Santos e o São Paulo. O primeiro desfrutará de conforto e neutralidade, enquanto o segundo ganhará uma pequena fortuna com a festa alheia. E assim a Rede Globo e os cartolas, furibundos com o supremo vexame do Corinthians, soprarão os egos feridos e salvarão parte do prejuízo.

Os bugrinos foram tratados como jecas pela Federação Paulista de Futebol, baixaram os cocares e engoliram a humilhação. Afinal, o Guarani, além de ter assinado o regulamento da competição, deve rios de dinheiro à FPF. E precisa de uma arbitragem pelo menos aparentemente imparcial nas dificílimas decisões que se avizinham.

É mesmo uma vergonha. Realmente, os torcedores de Campinas tomaram dos painhos da capital uma sonora bofetada na cara. Algo que pensávamos ter ficado no pretérito nefasto do futebol brasileiro acaba de acontecer, em maio de 2012, diante do silêncio jornalístico generalizado e da submissão das vítimas principais.

Mas sejamos honestos: não há qualquer surpresa na pândega. Sempre que um clube menos poderoso é escancaradamente sacaneado, arreganhamos as bocas perplexas, exclamamos “Oh, eles fizeram de novo!”, a vida segue, nos consolamos com a casualidade da tragédia, louvamos a evolução institucional do país, prometemos que tudo será diferente e criamos ilusões de cidadania, até que nos surpreendemos com a próxima tunga.

Agora, vá procurar algum cronista paulistano que se indignou com a FPF.

2 comentários:

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gustavo Scalzilli disse...

Lembrando que o regulamento da competição não possui essa cláusula. Esse lance de mando da FPF foi decidido no conselho arbitral.

O incrível é que em todos os anos, exceto do Santo André na final, os times jogaram com seus mandos mantidos. Esse será o primeiro com mando de fato da FPF.

Será medo? Será que eles temem uma derrota do badalado time do dançarino de topete ridículo?

Para mim, é medo sim. O Guarani tem a melhor campanha jogando em casa (10v 1d). A derrota foi para o time misto do Santos. Será que eles tem medo de ocorrer o mesmo que a Ponte fez com o Curintia?

O que fico indignado é que o tratamento à torcida bugrina está sendo ridículo até na venda de ingressos. Querem vender 18mil ingressos em 2 dias com apenas 1 ponto de venda e 3 bilheterias. Mesmo que tivesse tudo isso de torcedor interessado não haveria tempo hábil para vender tudo isso nessas condições. Incrível!

E cadê a imprensa reclamando? Tem colunista paulistano de mente pequena e pouco conhecimento esportivo/financeiro que diz que a decisão foi correta. Dizem que será financeiramente correto. Correto pra quem?? Quem disse que os jogos vão lotar?

Estarei lá como todo bugrino louco. Mas deveríamos sim boicotar. Mas estarei lá vendo o time da franga topetuda perder o título que estão dando para eles. Seria o sonho dos sonhos.

Avante torcida bugrina!!! Avante meu bugre!!