segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Serra em campanha

Muito se discute na grande imprensa acerca das aparições da ministra Dilma Rousseff em eventos do governo Lula. Apesar do evidente viés eleitoral, a prática reproduz algo que todos, absolutamente todos os gestores do país realizam em seus fins de mandato. Assim foi com o então ministro José Serra no governo FHC, assim é com Geraldo Alckmin, secretário de Serra e candidato a voltar ao Palácio dos Bandeirantes em 2010.
Dilma está em campanha, embalada pela popularidade inigualável de Lula, e não há restrições legais para tanto, o que enerva a tropa de choque midiática do retorno tucano à presidência. Algo que ninguém admite, contudo, é que Serra faz coisa pior, na surdina, com o beneplácito da imprensa.
O governo Serra está divulgando, em todo o território nacional, peças publicitárias auto-elogiosas e de interesse público nulo. São vários milhões de reais investidos em comerciais de TV, rádio e mídia impressa. Para citar apenas um exemplo, a população do Amapá recebe “informações” sobre investimentos na Baixada Santista, com a locução final “Trabalhando por você”. No mínimo, é uso da máquina administrativa para fins eleitorais.
Resumindo a trama: o contribuinte paulista paga, sem saber, pela campanha presidencial de José Serra. Tamanho disparate já suscitou a desconfiança do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. Mas, claro, as instâncias superiores (leia-se o TSE) não bolem com o grão-tucano.

4 comentários:

Caim disse...

Dessa não sabia! E peço-lhe autorização, com devidos créditos, para comentar o caso lá no meu espaço. Isso não pode continuar na surdina.

Guilherme Scalzilli disse...

Caim, fique à vontade para divulgar a notícia.
Abs do
Guilherme

Letrista disse...

Boa tarde!
Taí uma coisa que andava entalada e sem resposta:
Moro no interior do Paraná, temos serviço autônomo de água e esgoto (100% das casas atendidas. Que cacete ver e ouvir falar de Sabesp se sei que esgoto a céu aberto e àgua de má qualidade é o que não falta em SP. Capital e interior!

cartalatina disse...

Guilherme, grato pela permissão!