sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Ainda sobre Gaza

Um ótimo apanhado de artigos sobre o ataque a Gaza por Israel, com a vantagem de estar em português e no mesmo espaço, encontra-se na seção especial da agência Carta Maior. Outra boa fonte é o blog do Idelber Avelar, que tem caprichado nas citações e referências. A linha editorial de ambos é favorável à causa palestina. Para conhecer os argumentos contrários, basta recorrer à grande imprensa, especialmente a televisiva.

4 comentários:

fks disse...

Grato. Ótimos os links.

Definitivamente compensa chegar a exaustão sobre o embate histórico do Oriente Próximo através da argumentação do que a exposição desenfreada de imagens chapadas !

fks

fks disse...

PS. É também compensatório multiplicar o link da Carta Maior.

fks

Qfwfq disse...

Mais interessante é conhecer a causa do Hamas na visão do próprio:

http://avalon.law.yale.edu/20th_century/hamas.asp

Entre outras pérolas, está lá o seguinte: "O dia do Julgamento Final no qual muçulmanos matarão todos os judeus, que se esconderão atrás de pedras e árvores, e as pedras e árvores acusarão ó, muçulmano, cá atrás está um judeu, venha e mate-o" (artigo #7 da "Definição do Movimento").

O artigo 22 oferece uma análise histórica brilhante: "Eles (os judeus) estiveram por trás da Revolução Francesa, da Revolução Comunista e da maioria das revoluções...".

Finalmente, está lá a origem da comparação historicamente incorreta entre os métodos de Israel (Judeus, para o Hamas) e a Alemanha nazista: "A sociedade que enfrenta um inimigo cruel que age como os nazistas..." (Artigo 20).

Estas coisas a Carta não fala...

Guilhermé disse...

Entender esse conflito como uma questão religosa é pura ignorância. Não há justificativa para mortes de ambos os lados, mas o fato é q o Hamas respeitou o último acordo por 6 meses, enquanto Israel atacava alvos civis atrás de suas lideranças...
Não li de nenhum escritor com o mínimo de credibilidade incentivo ou justificativa para morte de qq israelense, apenas o rechaçamento da questão da proporcionlidade entre a agressão e a retaliação (se é q esse conceito pode sequer ser identificado aqui) pregada pela grande mídia...
O hamas é um partido com braço para-militar que fornece a estrutura básica assistencial à população palestina em substituição ao Estado Palestino que Israel, EUA e Europa não permitem que se constitua.
A desculpa dos mísseis do Hamas é esfarrapada.
E não esqueçam do MURO!!!
"Houve um tempo em que um Faraó egípcio caçou todas as crianças filhas de hebreus para evitar a proliferação do então povo escravo...
Houve um tempo em que um Kzar caçou impiedosamente os descendentes do povo hebreu...
Houve um tempo em que um Fürer caçou impiedosamente os descendentes do povo hebreu...
Dizem que um dia é da caça, outro do caçador, mas chegou o tempo em que a caça é financiada pelo caçador para exterminar seus próprios irmãos..."