quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Zebra é arrogância



Surpresa nada. O Mazembe despachou o festejado Internacional porque jogou melhor, com direito a golaço. Uma lição de humildade para essa petulante crônica esportiva, que fez suas previsões furadas sem se dar ao trabalho de estudar o time africano. Os gênios da mídia erraram e passaram vergonha. De novo.

O episódio só foi possível graças à combinação de duas forças irresistíveis: arbitragem correta e sistema de mata-mata. Em outras palavras, o pesadelo do Clube dos Treze.

3 comentários:

Galerius disse...

Já que o assunto é futebol, ver os estádios a serem construídos para a Copa de 2022, desenhados por uma firma de architetura alemã.

http://www.spiegel.de/fotostrecke/fotostrecke-62601.html

Felipe disse...

Futebol é o ópio do povo. Mas às vezes até que ele conscientiza socialmente. Adoro quando o status quo é derrubado, tomara que ganhe da Inter italiana (poderosa também). Viva a África, o Congo!

allegroavatar disse...

Concordo plenamente.