quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Águas passadas


A imprensa corporativa poderia ao menos poupar seu público dessa indignação hipócrita perante as inundações que assolam a capital. Até parece que o problema surgiu ontem à tarde, pegando todos de surpresa.

Onde estiveram esses defensores da cidadania nas últimas décadas? Garantindo a hegemonia da mesma súcia político-partidária que acaba de ganhar mais quatro anos no poder estadual, depois de passar gestões inteiras drenando o dinheiro do contribuinte para “obras” que solucionariam definitivamente essas tragédias medievais. Quem não se lembra dos outdoors na marginal que anunciavam o fim das enchentes?

Governadores, secretários e prefeitos do PSDB, do DEM e do PMDB, de todas as épocas, devem explicações à sociedade por tamanha incompetência administrativa (aliás, nada mal para um balanço do quercismo e de suas alianças de conveniência). A mídia afinada com aqueles interesses tem uma ótima oportunidade para resgatar sua utilidade pública, em vez de culpar a “maldita chuva”.

Um comentário:

Luciano Dias disse...

Oi, Guilherme, meu nome é Luciano, moro em Goiânia, formado em História pela Universidade Federal de Goiás, e na época da militância estudantil eu escrevia alguns textos, e criei um blog há muito tempo a fim de postar alguns dos textos que escrevi. Agora eu resolvi reativar o blog, fazer dele um blog bem sujo, e voltar a militar novamente, depois de ter trabalhado muito pela internet durante a última campanha eleitoral para presidente, seja respondendo a e-mails mentirosos de Soninha Francine/Serra, seja no twitter. Dessa forma, informo ao senhor que estou seguindo vocês e peço para que coloque o link de meu blog em sua lista, fico muito agradecido e parabéns pelo seu trabalho. Valeu! - http://asarvoressaofaceisdeachar.blogspot.com/